sexta-feira, 8 de dezembro de 2006


Dias Contados (Enterrado Vivo)

d'O Globo on line

O Comandante Fidel, responsável pelo governo de Cuba desde a revolução liderada por ele e por Che Guevara - cuja filha esta poster tiete teve a 'felicicíssima' oportunidade de conhecer - começa a ser dado como morto pela mídia londrina. A contagem regressiva para o fim do ditador é reforçada pela suposta recusa de Fidel ao tratamento contra um câncer de estômago, e o jornal britânico The Independent aposta que, até o Natal, cuba enterrará seu Presidente. A notícia - oficiosa - foi transmitida por diplomatas anônimos, pois a saúde de Fidel é tratada pelo governo cubano como segredo de Estado. Ganham força as especulações sobre o futuro do último país socialista da América Latina. E começa o Feliz Natal da América do Norte.

8 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Que pena.
E voce,tudo bem?
Bj
:)

Carol disse...

Bem, sim, provavelmente melhor que ele. Obrigada pela visita, professor.
Bjo=*

Luciane Fiuza de Mello disse...

Olá, Flor do Asfalto. Bom te ver por aqui. Muito estudo?
Saúde para todos!
Bjs.
Lu.

Carol disse...

Oi Lu! Muito estudo sim... bom te ver tb.
Bj.

Antonio Carlos S. Monteiro disse...

Uma pena mesmo. Fidel quando revolucionário tinha grandes ideologias. E a revolução cubana é uma realidade, e um fato inconteste! O problema é que ao chegar ao poder, utilizou-se dos mesmos modos conservadores de seus adversários. Prevaleceu o “espectro do comunismo” que Marx fala na obra “O Manifesto”.
Cuba se tornou muito nacionalista, estridente e de mentalidade fechada. Muitos intelectuais e críticos fuzilados pelo exercito de Fidel. Fruto de estrutura política ditatorial e desumana.
Pensamentos e ideais evoluem, e Fidel lamentavelmente não fez isso. Cuba tem suas virtudes, mas alguns direitos são essenciais para o individuo neste mundo.
O socialismo deveria evoluir junto às vicissitudes do mundo, mais o que evoluiu foi à farsa barata e fajuta, o Populismo. Com freqüência virulentamente anticomunista, sempre autoritária de uma maneira ou outra e muito mais interessada nos programas políticos como instrumento para alcançar e conservar o poder do que como ferramenta para forjar programas de governo.
parabéns pelo blog...

Gilberto Rodrigues disse...

Conheceste a filha dele!? Ei, te ve se te comunica comigo viu? Nem as minhas buzinadas to atendes mais...

Carol disse...

Oi Antônio Carlos... obrigada pelo comentário, e me desculpe pela desatualização do blog... assim que eu tiver um tempo visitarei o seu com calma. Bjos.

Carol disse...

Oi Betinho. Saudade de ti. Sim, eu conheci a Aleida Guevara em Porto Alegre, há 4 anos. Mudando de assunto, há uma probabilidade de 98% de eu passar pra noite na Unama. Pode me esperar por lah, viu? Ah, bora pro Intercom???bjo.